Reabilite seu sorriso e sua mastigação com os implantes dentários!

Implantodontia  é a área da odontologia que envolve a reabilitação de um ou mais dentes perdidos ou reabilitações totais, da arcada superior ou inferior.

O implante dentário revolucionou a odontologia moderna devolvendo ao paciente funções essenciais como mastigação e estética.

O implante é um pino de titânio que substitui a raiz de um dente perdido e serve de apoio para a prótese (dente artificial).

A perda do dentes pode levar a problemas estéticos, oclusais e ósseos.

Os implantes têm como vantagens não desgastar os dentes naturais adjacentes, não se apoiar em dentes naturais como as próteses parciais móveis e paralisar a atrofia do osso após a perda dental. Com isso eles proporcionam um resultado mais natural e confortável do que pontes ou dentaduras convencionais, devolvendo ao paciente segurança e bem estar.

Como funcionam os implantes dentários?

Por serem integrados ao osso, os implantes oferecem um suporte estável para os dentes artificiais. Próteses parciais e totais montadas sobre implantes não escorregarão nem mudarão de posição na boca, um grande benefício durante a alimentação e fala. Esta modalidade de prótese é chamada “prótese sobre implante” e confere ao paciente mais segurança em todas as funções bucais proporcionando uma situação mais natural do que pontes ou dentaduras convencionais.

Para algumas pessoas, as próteses e dentaduras comuns são simplesmente desconfortáveis ou até inviáveis, devido a pontos doloridos ou falta de adaptação a estes aparelhos. Com a colocação de implantes não é necessário preparar ou desgastar um dente natural para apoiar os novos dentes substitutos no lugar como é feito em pontes fixas convencionais.

Para receber um implante, é preciso que você tenha gengivas saudáveis e ossos adequados para sustentá-lo. Você também deve comprometer-se a manter estas estruturas saudáveis. Uma higiene bucal meticulosa e visitas regulares ao dentista são essenciais para o sucesso a longo prazo de seus implantes.

O tipo de implante mais recomendado na atualidade é o ósseo integrado que se mostrou uma revolução no tratamento de pacientes parcial ou totalmente desdentados.

  • Implantes ósseo integrado: — são implantados por meio cirúrgico diretamente no osso maxilar ou mandibular. O período da osseointegração (integração ao osso) leva em média 4 a 6 meses dependendo da região a receber o implante. Após este período, um dente artificial (ou dentes) é conectado ao implante, individualmente, ou agrupado em uma prótese que pode ser de dois tipos:
  • Prótese Protocolo: — Prótese total implantosuportada e implantoretida, fixada sobre 4 a 8 implantes em média, este tipo de prótese é parafusada e retirada apenas pelo seu dentista, é uma prótese que confere boa estética e é uma ótima opção para quem pretende fugir da dentadura Pode ser feita em resina ou porcelana.
  • Prótese Overdenture: — Prótese total removível sobre implante, este tipo de prótese é mais barata que a prótese protocolo porque exige menos implantes (2 a 6 em média) e é confeccionada em resina. Esta prótese é como uma dentadura, porém, tem um encaixe em uma barra que conecta os implantes à prótese, conferindo a esta mais estabilidade e retenção. Esta prótese pode ser retirada pelo paciente. Mas sua estabilidade e fixação é inferior a dada pela prótese protocolo

A perda de dentes não interfere apenas na estética, mas também nas funções mastigatórias e respiratórias. Quando uma pessoa não tem uma boa mastigação, os alimentos não são triturados corretamente e isso dificulta a absorção dos nutrientes pelo organismo. Além disso, problemas de oclusão causam desconforto e provocam dores nas articulações. Os implantes vieram para transformar essa realidade! Pessoas antes condenadas a viver sem 1 ou mais dentes, utilizando próteses móveis tem agora a chance de voltar a ter qualidade de vida e segurança!