Cárie de Mamadeira

 

Muitos pais talvez não estejam cientes de que, a partir do aparecimento dos “dentes de leite”, o bebê se torna suscetível à cárie. E quando notamos a presença dela, geralmente a doença já está instalada.

 

A persistência na amamentação, seja ela natural ou artificial durante a madrugada, com grande frequência e sem qualquer tipo de higiene, pode acarretar a chamada cárie de mamadeira. É uma cárie agressiva, de evolução rápida e que provoca muita sensibilidade (dor), podendo causar a destruição dos dentes de leite em um curto espaço de tempo. É uma doença que pode afetar a criança no primeiro ano de vida.

 

Sua causa está na ingestão constante, e por longos períodos, de líquidos açucarados ou não como o leite com ou sem misturas (incluindo o leite materno), fórmulas com farinhas, suco de frutas, água de côco, achocolatados, sucos de soja e qualquer outro líquido adoçado ou não, exceto água.

 

O primeiro estágio da cárie de mamadeira ou cárie em bebês é o aparecimento das manchas brancas em forma de linha esbranquiçada próxima à gengiva. Essa condição é reversível e pode ser tratada. Por isso é tão importante que os pais recebam orientações adequadas. Mas, se não houver cuidado, o problema pode evoluir para cavitações (cárie) que, com o tempo, poderá adquirir uma coloração marrom.

 

Os dentes de leite anteriores superiores são os primeiros a serem afetados. Num estágio mais avançado, temos o comprometimento dos posteriores.

 

 

 

Após cada alimentação e amamentação, aprenda com um odontopediatra como higienizar e quais os recursos existentes para a higiene bucal de seu bebê. Os dentes devem ser limpos assim que apareçam na cavidade oral. Continue limpando e massageando as gengivas nas regiões em que os dentinhos não nasceram. Não se esqueça da língua e palato (céu da boca).

 

Há várias formas de aplicação de flúor, tanto domiciliar, quanto em consultório, que poderão ser muito úteis, desde que cuidadosamente indicadas. Leve seu bebê para uma avaliação odontológica com um odontopediatra e estabeleça o programa mais adequado para ele.

 

Entender a importância dos dentes de leite é o primeiro passo. Eles são importantes para manter a saúde global da criança e, por isso, precisam ser mantidos saudáveis até sua natural esfoliação (queda), evitando a cárie de mamadeira.

 

Dentes de leite também são importantes para assegurar um sorriso bonito, que dará uma sensação de bem estar e segurança para a criança. Além disso, ajudam na boa pronúncia e na mastigação, fazendo parte do processo de digestão.

Se o processo carioso se instalar e não for tratado adequadamente, com o passar do tempo poderão aparecer problemas maiores como: dor de dente, grandes cavidades de cárie, restaurações extensas, tratamento de canal, problema periodontal (de gengiva) ou até a perda precoce de dentes.

 

É oportuno ressaltar que no passado, quando não havia preocupação com a saúde bucal como há hoje, era comum a errônea idéia de que a perda de dentes de leite não importava, pois eles seriam substituídos pelos dentes permanentes. Isso é um grande equívoco. A perda prematura dos dentes de leite é catastrófica, causando sérios problemas para a dentição permanente.

 

A convivência harmônica dos dentes de leite com os permanentes deve estar presente até, mais ou menos, 12 anos; por isso, a preservação dos dentes de leite é fundamental para evitar futuros problemas como a cárie de mamadeira e inclusive os ortodônticos.

 

DIANTE DE TUDO ISSO, QUE TAL AGENDAR UMA CONSULTA COM UM ODONTOPEDIATRA? 

Saiba mais, aqui em nosso site: http://www.clinicaodontoup.com.br/odontopediatria/

 

 

 

 

Envie messagem WhatsApp