A ortodontia é uma área da Odontologia que cuida do diagnóstico, prevenção e tratamento de problemas na posição dos dentes e ossos da face.

Para um tratamento ortodôntico efetivo antes de se colocar o aparelho deve-se realizar uma série de exames que ajudam no diagnóstico correto. Estes exames podem incluir RX, fotos e moldes das arcadas dentárias.

Você sabe para que serve a documentação ortodôntica?
Aparelho de raio X

A documentação ortodôntica corresponde a um conjunto de exames composto por radiografias,fotografias intra e extra-bucais e modelos de gesso, que serão analisadas pelo ortodontista, proporcionando uma visão detalhada e global do paciente”.

Com a documentação o profissional irá fazer o correto diagnóstico e estudo do caso, através de analises do padrão ósseo e dentário do paciente, e com isso proceder a um plano de tratamento personalizado para cada caso.

Sendo assim essa é uma etapa importantíssima do tratamento. O paciente realiza todo o processo dentro da clínica, do raio-x à instalação do aparelho, e isso garante menor tempo de espera para o início do tratamento.

Tipos de aparelhos

Aparelhos ortopédicos

Os aparelhos ortopédicos podem ser moveis ou fixos e são utilizados na infância geralmente dos 6 aos 12 anos. Estes tipos de aparelhos atuam durante o período de crescimento, inibindo ou estimulando o desenvolvimento das bases ósseas, ou ainda, redirecionando uma tendência de crescimento desfavorável.

O diagnostico precoce e uso destes aparelhos, pode inclusive evitar problemas maiores no futuro, que levariam à necessidade de aparelhos ortodônticos.

 

Aparelhos metálicos

O aparelho ortodôntico fixo metálico foi inventado em 1925 e é constituído basicamente por um conjunto de peças metálicas (braquetes) que possuem uma canaleta por onde passa um fio(arco) que produz a força para movimentar os dentes. Este é o tipo de aparelho mais tradicional e mais utilizado atualmente na maioria dos pacientes.

 

Aparelhos estéticos

Os aparelhos estéticos podem ser encontrados em três tipos de material diferentes: policarbonato (tipo de resina plástica), porcelana ou safira laboratorial.

O Policarbonato é um tipo de resina plástica estética de coloração opaca. De todos os aparelhos estéticos este tem o custo mais baixo. Bastante frágil, descolando ou fraturando com facilidade. Em tratamentos muito longos pode começar a amarelar e tem um alto atrito, que pode implicar em maior tempo de tratamento e dificuldade de realizar certos movimentos com o aparelho ortodôntico.

A Porcelana apresenta uma coloração estética opaca, é bastante resistente em comparação ao policarbonato, não amarela mesmo em tratamentos mais longos, tem um atrito menor que o policarbonato. Já o seu custo é moderado, ficando entre o policarbonato e a safira.

A Safira apresenta um resultado estético superior ao dos outros materiais com um aspecto translúcido que deixa o aparelho mais discreto ainda. São muito resistentes ao descolamento e quebra. Outra vantagem do material é apresentar um coeficiente de atrito mais baixo que a Porcelana e o Policarbonato aumentando a eficácia do aparelho. Assim a safira possui um custo mais elevado que os outros aparelhos.

 

Alinhadores transparentes

É um tratamento ortodôntico de alta tecnologia que alinha seus dentes com aparelhos praticamente invisíveis. Todo o tratamento é planejado em 3d, possibilitando ao paciente visualizar o resultado final antes mesmo de iniciar o uso dos alinhadores.

O aparelho transparente é feito em material plástico resistente. Parecido com as moldeiras de clareamento, são confeccionados em uma peça única, com encaixe perfeito na arcada. Não há bráquetes, fios e borrachinhas, o que torna o modelo mais confortável e menos doloroso. Além de ser quase invisível, super confortável, higiênico e sem restrição alimentar.

 
Aparelhos autoligados

São aparelhos atualmente lançados para facilitar o tratamento de pacientes que não tem tempo de ficar indo ao dentista todo mês. Podem ser encontrados modelos estéticos e metálicos.

A grande vantagem deste sistema é que não utiliza borrachinha e com isso ocorre uma diminuição do atrito entre o fio ortodôntico e o braquete, tornando possível a utilização de forças mais leves e realizando o movimento dentário mais rapidamente. Assim, é possível diminuir o tempo total do tratamento, o número de visitas ao dentista e o acúmulo de placa.

A partir de que idade os pais devem levar os filhos a uma consulta com o ortodontista?
Os pais devem levá-los a partir dos seis anos de idade para uma avaliação do ortodontista. Existem problemas ósseos e dentais que quanto antes diagnosticados, mais fácil é o tratamento e evitando assim problemas maiores no futuro, como ter que fazer cirurgias.
Adultos podem fazer tratamento ortodôntico?
Sim, não há nenhum impedimento em relação à idade do paciente, desde que se tenha uma saúde bucal satisfatória o tratamento pode ser realizado.
Quanto tempo dura um tratamento ortodôntico?
O tratamento ortodôntico não tem um tempo determinado. Pode variar de acordo com a complexidade de cada caso, idade do paciente e cooperação do paciente.